Saiba como ajudar e participar da AJURCC, Ligue: +55 (83) 3314-1762

Casa de Cultura e Cidadania teve sua primeira semana de funcionamento

Casa de Cultura e Cidadania teve sua primeira semana de funcionamento
As atividades envolveram jovens e adolescentes

Com suas ações iniciadas no dia 21 de julho de 2018, a Casa de Cultura e Cidadania teve sua primeira semana de funcionamento oferecendo atividades de segunda a sábado, tais como: cursos de Violão, Teatro, Karatê, Yoga e Flauta. São cerca de 70 crianças, adolescentes e jovens participando efetivamente das ações oferecidas pelo projeto.

A CASA é uma inciativa da AJURCC que conta com apoio da APIBIMI, Imãs Dominicanas, Point, Net, CENTRAC, RECID dentre outros parceiros e funciona com trabalho voluntário, que é uma de nossa principal característica para que a casa funcione, pois sem o voluntariado, não seria possível a existência deste inciativa.

Destacamos a presença dos/as jovens voluntários/as coordenando efetivamente o projeto, esses sujeitos juvenis responsáveis e comprometidos com sua comunidade, aproxima as ações da Casa das realidades das juventudes envolvidas com o projeto e ao mesmo tempo que aprendem fazendo, nos ensinam a experiencia do que é ser jovem na segunda década do século XXI.

Para o Diretor Geral da AJURCC, Marcos Moraes, a “Casa é um espaço das juventudes de encontros, formação e vivências de experiência de gestão e construção de saberes além do fortalecimento do empoderamento juvenil na luta por direitos e de reconhecimento e valorização da Cultura popular por parte dos jovens”.Já para Victor Emanuel, uns dos jovens coordenadores e monitores do curso de Violão Tocando em Frente "A casa de cultura e cidadania vem tendo um bom proveito em sua primeira semana de funcionamento. Observamos o entusiasmo dos educandos em suas primeiras aulas e também o esforço dos coordenadores para manter a casa em perfeito funcionamento." afirmou o jovem.

O que vem sendo vivenciado nestes últimos dias em São José da Mata é a prova de que quando se acredita no próximo, quando se busca construir um mundo melhor para todos e todas, partindo das crianças , adolescentes e jovens é possível vivenciar experiencias concretas de educaçãoe cultura popular que valorize os/as pequenos/as.